CBD e a Endometriose

CBD e a Endometriose

O que é a Endometriose?

 A endometriose é uma doença benigna, que se caracteriza pela proliferação do tecido chamado endométrio para fora da cavidade uterina, local em que ele normalmente se desenvolve. O crescimento do endométrio faz parte do ciclo reprodutivo da mulher. Ao longo desse período, o tecido cresce, e quando não ocorre gravidez ele é eliminado em forma de menstruação. Entretanto, em algumas mulheres algumas células desse tecido migram no sentido oposto, podendo subir pelas tubas e chegar à cavidade abdominal, multiplicando-se e provocando a endometriose.

Uma das teorias para explicar o aparecimento de endometriose é que um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse comportamento ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a condição estiver presente na genética familiar. 

√Č importante destacar que a doen√ßa acomete mulheres a partir da primeira menstrua√ß√£o e pode se estender at√© a √ļltima. Geralmente, o diagn√≥stico acontece quando a paciente tem em torno dos 30 anos.

De acordo com a Associação de Endometriose, entre 10% a 15% de mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e há 30% de chance de que fiquem estéreis.

SINTOMAS

Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Aproximadamente 20% das mulheres têm apenas dor, 60% têm dor e infertilidade, e 20% apenas infertilidade.

Entre os sintomas mais comuns est√£o:

  • C√≥licas menstruais intensas e dor durante a menstrua√ß√£o;
  • Dor pr√©-menstrual;
  • Dor durante as rela√ß√Ķes sexuais;

  • Dor difusa ou cr√īnica na regi√£o p√©lvica;

  • Fadiga cr√īnica e exaust√£o;

  • Sangramento menstrual intenso ou irregular;

  • Altera√ß√Ķes intestinais ou urin√°rias durante a menstrua√ß√£o;

  • Dificuldade para engravidar e infertilidade.¬†

Hoje em dia, existem diversos tipos de tratamentos n√£o invasivos, que podem reduzir o n√ļmero total de procedimentos a que a paciente √© submetida. Vale ressaltar que a endometriose √© uma doen√ßa cr√īnica, e por isso o acompanhamento m√©dico cont√≠nuo √© fundamental.

PREVENÇÃO

Não há consenso médico sobre as causas que levam ao desenvolvimento da endometriose, de modo que ainda é difícil falar diretamente em prevenção. Entretanto, diversos estudos sobre as características das mulheres que têm a doença ajudam a medicina a se aproximar de maiores respostas.

Com um debate cient√≠fico ainda bastante acalorado sobre as causas da endometriose, o melhor que as pacientes podem fazer para manter a sa√ļde em dia √© consultar regularmente o ginecologista. Observar os sintomas e conhecer seu corpo tamb√©m s√£o atitudes que ajudam a perceber altera√ß√Ķes, indicando a necessidade de voltar mais cedo ao consult√≥rio.

Onde é que o CBD entra e pode auxiliar na gestão da condição?

O sistema Endocanabin√≥ide, que ativa fisiologicamente na regula√ß√£o do metabolismo, tamb√©m est√° associado ao controlo dos horm√īnios do ciclo menstrual.

Pacientes que desenvolvem endometriose apresentam uma falha em partes do Sistema Endocanabinóide, fazendo com que o corpo entre em desequilíbrio, num estado inflamatório, com dores constantes.

Sendo o CBD um poderoso anti-inflamat√≥rio, os canabin√≥ides assumem caracter√≠sticas como o bloqueio da prolifera√ß√£o e migra√ß√£o celular, ou seja, impedir que as c√©lulas do endom√©trio se multipliquem desenfreadamente durante a menstrua√ß√£o e se acoplem a outros √≥rg√£os. Eles tamb√©m podem bloquear a s√≠ntese de subst√Ęncias pr√≥-inflamat√≥rias, modular a resposta imunol√≥gica e reduzir a dor.

Constando que existe uma melhoria significativa na sintomatologia que acompanha a condição como:

  • Complica√ß√Ķes Gastro-intestinais;
  • N√°usea;
  • Ansiedade;
  • Depress√£o;
  • Sono;
PROPRIEDADES DO CBD A FAVOR DA CONDIÇÃO:
  • Analg√©sico ( ativa o receptor TRVP1);¬†
  • Anti-inflamat√≥rio;
  • Antiespasm√≥dico;
  • Ansiol√≠tico;¬†
O CBD pode tamb√©m reduzir o tamanho das les√Ķes ou tecidos da endometriose, assumindo um efeito anti-angiog√™nico (inibe a angiog√™nese que √© a forma√ß√£o de novos vasos sangu√≠neos, inibindo a progress√£o da doen√ßa cr√≥nica).
Complementares com maior taxa de sucesso na gestão: 
  • Omega-3¬†
  • Vitaminas do complexo B¬†

Qual método de administração do CBD que melhor se adequa?

TOPICAMENTE: cremes de CBD proporcionam efeito de alívio da dor, agindo localmente com as propriedades anti-inflamatórias e analgésicas;

INALADO(atrav√©s de vapes ou flor):¬†exerce efeito rapidamente, gerando al√≠vio instant√Ęneo mas com baixa durabilidade;

VIA ORAL(óleo de CBD): demora um pouco mais para atingir a corrente sanguínea, mas assim que alcança, o seu efeito será sustentado durante horas, gerindo a maior parte do dia.

Não existem doses-padrão no CBD. Considerando que a variabilidade está enraizada em muitos fatores individuais como o metabolismo, peso, histórico de contacto com canabinóides...

PARA CONCLUIR...

Podemos concluir que o CBD poderá revolucionar e tornar-se um forte aliado na gestão de doenças crónicas como a Endometriose.

Sobretudo por ser 100% Natural e org√Ęnico, com um baix√≠ssimo perfil de risco, o CBD pode se tornar cada vez mais num recurso para as mulheres que enfrentam as dificuldades que esta condi√ß√£o pode implicar, num estilo de vida saud√°vel e confort√°vel.

Consulta aqui a nossa gama de produtos de CBD que se podem tornar no aliado na gestão da doença crónica.